Quero seguir esse blog!

sábado, 9 de janeiro de 2010

Encontros Felizes - Blog x Blog

Acessem: http://mafrosa.zip.net/arch2010-01-01_2010-01-31.html#2010_01-07_21_11_46-2791322-0
e encontrem o que encontrei, transcrevo abaixo:


Alinhavando letras - blog de Alice

07/01/10

Amigos, sempre amigos

O amigo novo é como um vinho novo. Deixe que envelheça um pouco. Então beba-o com deleite...

Há dias surpreendentes em nossa vida.

Esta tarde recebi o telefonema de uma amiga – muito querida. Ficamos uns quinze anos sem nos vermos.

Um belo dia esse colosso chamado Internet a trouxe para dentro de minha casa. Cliquei, chamei e era ela. Que beleza. Passado um tempinho ela foi me visitar, passamos um dia juntas. Não parecia ter havido tamanha separação. Mas depois tudo se complicou e lá se vão uns três a quatro anos sem no encontrarmos – isto pessoalmente, pois no espaço virtual sempre nos falamos.

Hoje ela me liga, está em férias no Guaru e virá amanhã em minha casa. Quanta alegria! Como é bom ter esses reencontros. Aí até concordo com o pássaro de Ruben Alves: a saudade encantada compensa a dor da distância.

Agora à noite, resolvo dar uma navegadinha, recebo um e-mail de uma galeria de artes e ao ver as gravuras vem-me à mente um amigo de muitos, muitos anos atrás, colega de colegial, artista plástico.

Sempre ligada às artes, cultivei a música como a flor rara da alegria, a literatura como a amizade fiel das horas difíceis ou solitárias, e as artes plásticas como o horizonte do alumbramento.

E desde muito cedo estudava – por conta própria, as escolas, as tendências, e elegi Miguel Angelo Buonarroti como meu predileto.

Um dia descubro que tem um Miguel Ângelo em minha sala de escola. Não era Buonarroti, era Barbosa. Perguntei-lhe no primeiro momento em que o conheci, se ele pintava. A resposta foi positiva. Achei que era gozação. Para provar mostrou-me seus quadros. Admirei. Tornamo-nos grandes amigos.


Um dia a vida se encarregou de afastar nossos caminhos. Nunca mais o vi. Hoje o encontrei aqui. Andei encantada por seu blog, vi seus quadros, sua evolução na pintura, a explosão de arte de uma alma predestinada.



Quem sabe se na próxima ida a Ribeirão Preto eu consigo encontrá-lo...



Dois reencontros em um mesmo dia. Este ano começa muito bem...

Um comentário: