Quero seguir esse blog!

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

34º SARP - Hélio Martins

A participação de Hélio Martins no 34º SARP foi de excelência, onde com seis fotos cria uma obra que intitula-se "Auto-Retrato". O artista surge em seis situações diferentes, em cada uma delas passa-nos sentimento que se somam e nos tocam com profundidade. Não há necessidade de muitas explicações, as fotos dizem por sí. Genial!
Bravo Hélio!

Obs: Click nas fotos para ampliá-las

domingo, 30 de agosto de 2009

Lembrando período em Rondônia

Período dos anos 80 que morei em Rondônia. Onde havia extração de madeira a vontade, sem problemas ecológicos, ainda. Muita chuva, seis a sete meses por ano, região amazonica. Pretensa cidade, era ainda Projeto (Rolim de Moura), algumas ruas, muitos buracos, casas de madeira, matas virgens a perder de vista. A pintura continua, apesar das enormes dificuldades. Céu azul da Prussia, quarto crescente. Começando a vida numa casinha a beira chão, depois de sair de um apartamento no centrinho de Ribeirão.
Em tempo: O JEEP vendemos para o Valdir Raupp, o Valdir das Baterias, hoje senador pelo estado de Rondônia.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Anos 80 - Composições sobre a mesa

Obras dos anos 80

Nesse periodo havia uma geometrização ainda intuitiva mas já procurando um encaixe de todas as parte da composição, e quando há figura humana elas adquirem uma deformidade expressionista

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Mural - A Cartola perdida do Mágico







A Cartola perdida do mágico. Esse era o tema de um mural pintado por mim no fundo da Choperia Corujão. Ano 77. Que foi apagado com tinta branca por cima, pois na mudança de donos do lugar acharam que chamaria muito a atenção. Realmente esse era o objetivo. Muitas pessoas passavam horas criando e fazendo sentido das imagens representadas nesse mural. 
Um cavalo na extremidade a direita que saia de seus olhos um foco de imagens que se projetavam para o espaço a sua frente; estradas, pombos, perfis de rostos, cálice, olho em forma de peixe voador, sol que diziam que eram uma hóstia, porque estava em cima do cálice, violão, montanhas com formato de um rosto humano, lua quarto crescente, torre de igreja com relógio, montanhas que recebiam a luz do sol avariadamente, ou seja, em cada uma delas a luz mudava de posição, como se para cada uma delas o sol estivesse em posição diferente; e num canto esquecida ou perdida uma cartola de um mágico. Tudo bem geometrizado e encaixado no espaço de forma planejada. Devia ter em torno de seis metros por dois, mais ou menos.
Ainda encontro pessoa que me perguntam o que foi feito daquele painel. Sobrou apenas esses fragmentos de fotos, que se unidas são complementares.
Nesse lugar criamos um Espaço Cultural improvisado, mas que expôs muita gente boa como John Howard, Norte-Americano que veio comigo de uma exposição em Araçatuba onde residia na época, depois de vagar por vários paises da America Latina, hoje é um dos maiores nomes do Grafitti em São Paulo, fez na época uma exposição inovadora nesse espaço, com materiais que colava no suporte tela, que na verdade eram caixas com vidro protetor, criando uma obra conceitual, na época nem se ouvia falar sobre isso. Seu nome hoje é louvado pela Itaú Cultural.
Outro artista também que esteve nesse espaço foi o saudoso J.J. Coimbra, artista primitivista de enorme valor.
Teve também até exposição de nossos grandes cartunistas;  Glauco, Pelicano e Washington.
Tempo bom com muitas horas de contemplação, arte, poesia e muuuuuita boemia! Viva!
Miguel Angelo Barbosa

Semana de Portinari - Correção: Não é o Palhaço é o Flanelinha

Desculpem-me, cometi uma pequena gafe: o quadro do Francesco Signeri premiado é este acima,"O Flanelinha". Muito interessante também. Nele representa um flanelinha, que ficam nas esquinas de sinaleiros prontos para limpar os para-brisas dos carros e levar alguns trocados. Só que neste Francesco coloca o cenário de fundo uma cidade estilo d'Itália (suas origens). O do palhaço é muito colorido e bonito mas este não tem nada a perder. Enquanto não tenho uma foto melhor do quadro fica esta publicada, assim que tiver uma frontal troco por esta aqui

sábado, 22 de agosto de 2009

Parabéns às Pratas da Casa

Parabéns a sos Dois artistas de Nosso Ateliê Premiados Foram Que NA 34 ª Semana de Portinari - 2009 , Francesco Segneri e Roberto Correia. Estamos orgulhosos , POIs com Tantos Participantes ª Exposição, serem Premiados Dois Somente daqui ! Viva!
Obra de Francesco Acima e Abaixo Segneri Roberto Correia

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

O Sonho da Razão Produz Monstros - Goya


Quando a razão fica adormecida, como na época de Goya, ainda mais em Espanha (agravado pelo fanatismo religioso do século XVIII), produz monstros através de seus sonhos, caindo no caos e alienação da realidade, figurados nessa gravura de Goya pela representação das aves noturnas de olhos arregalados que sabem caminhar nas trevas. Mas no caso quem dorme é o artista, não em seu leito mas sobre sua prancheta, onde essas bestas oníricas e irracionais incitarão o artista, quando acordar, a colocar no papel à espera (abaixo de sua cabeça). Sua consciência, entretanto, manteve-se alerta, representada na figura do lince (ao lado em baixo), que é um animal que enxerga longe.
Nessa obra Goya representou-se rodeado pelos animais noturnos, os quais simbolizam esse estado da não-razão do século que vivia, e, ao mesmo tempo na figura do lince em estado de vigilia, animal que tem um alcance de visão muito superior em relação a todos os outros, a qual é capaz de perceber objetos e movimentos a uma distância muito grande, muito além...das trevas, simbolizando assim, sua consciência latente e sempre alerta, não cedendo, portanto, aos monstros da não-razão de sua época. Um século depois, Picasso também se auto-retratou em forma de um outro animal, a figura do touro de sua Guernica, dentro do contexto da Guerra Civil Espanhola, como idéia de resistência e força.


Fiz essas três releitura em homenagem a esse grande mestre do passado, onde alcançam no último deles a abstração quase que total. Aqui os monstros da ignorância se dissipam em um jogo de formas que se amontoam sobre a cabeça do artista que transformou-se em uma espiral, forma do tempo, infinito.
Miguel Angelo Barbosa

domingo, 16 de agosto de 2009

Projeto Portinari

A iniciativa de João Cândido, filho de Cândido Portinari, na criação do Projeto Portinari, foi uma atitude que extrapola o simples cuidado de um filho com um pai. Na verdade João Cândido se tornou um anjo póstumo de nosso grande Portinari

sábado, 15 de agosto de 2009

Pintura mural - Brodowski


Mural feito pela nossa equipe hoje no concurso de Pintura Mural pela XXXIV Semana de Portinari do 96º Aniversário de Brodoswski. O tema foi: "A influência da terra natal na obra de Portinari. Dimensões: 3M x 3M + ou -

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Semana de Portinari


Amanhã inicia a Semana de Portinari em Brodowski, evento anual promovido pelo Museu Casa de Portinari, onde por uma semana, ou seja, de 15 a 22 de agosto comemora-se através de vários eventos a memória desse nosso grande artista Cândido Portinari. Inauguração as 10 da manhã na praça de frente ao Museu. Estaremos lá com uma patota para prestigiar essa grande festa das Artes.
Visite o site Projeto Portinari de onde é o link da foto acima e leiam o relato lindíssimo dessa obra:
http://www.portinari.org.br/ppsite/ppacervo/obrasCompl.asp?notacao=2305&ind=1&NomeRS=rsObras&Modo=C

"A paisagem onde a gente brincou a primeira vez e a gente com quem a gente conversou a primeira vez não sai mais da gente, e eu quando voltar vou ver se consigo fazer a minha terra”

Bravo!!!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Exposição: Artista Homenageado 34º SARP


Adicionar imagem
Vem a calhar, à poucos dias referi-me ao saudoso Leopoldo Lima nesse Blog e de repente recebo o convite do 34º SARP, onde homenageiam-no. Fiquei surpreso, pois achei que todos já tinham-no esquecido. Parabéns ao MARP e a Comissão do SARP que tomaram essa iniciativa. Aliás, quão conceitual e original era seu modus vivendis, que só por isso já era arte contemporânea, isto é, já a quarenta anos atrás.
Viva Leopoldo!!!
A exposição foi aberta hoje, 12/08, no Centro de Convenções Ribeirão Preto - R. Bernardino de Campos, 999. Visitação de segunda a sexta-feira das 8:30h às 18:00h - Permanência até 11/09
Vale a pena conferir!
Obs: Obras acima pertencem a Cleusa, sua esposa, que mantém o acervo que restou tão cuidadosamente.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

sábado, 8 de agosto de 2009

Aula de Pintura: Pintura impressionista

Para pintar um quadro à maneira impressionista é necessário se munir com o espírito de um pintor que gosta de pintar ao ar livre e captar as cores e os efeitos de luz a sua volta. Poderíamos dizer que não é um quadro pensado e sim vivído. Pois não há margens para suposições ou questionamento. Não há margens para pintar certo ou errado. A parte do cérebro que nos faz ter o juízo das coisas deve ficar vendada. A atitude do pintor, do começo ao termino do trabalho, deve ser sensitiva, onde somente os sentido deverão comandar as mãos, principalmente o sentido visual.
O primeiro passo é o de achar a cena, que deve agradar aos olhos, ou melhor, deve causar deslumbramento, algo próximo da região cerebral que nos de sensação de prazer. Poderíamos dizer o prazer estético. Para tanto devemos nos despir um pouco de nossas preocupações, nosso senso de ridículo, nossos pensamentos prontos para cada coisa. Devemos perder o juízo e ver as coisas como se fosse a primeira vez, como uma criança diante a algo agradável pela primeira vez.
Ao iniciar o trabalho, o mundo exterior deve ceder lugar somente ao universo do que vai ser transportado para a tela. A vida somente vai gravitar em torno do tema durante a seção de pintura.
Como quem vai para uma aventura temos que nos preparar. Juntar nossos equipamentos, prevendo todas as situações que poderão ocorrer na viagem. Devemos estar prontos para tudo, para aproveitar o máximo e não perder um segundo sequer dessa viagem.
Para tanto, devemos deixar prontos: o cavalete, com a tela bem segura sobre ele; as tintas, com fartura e por cor, disposta na paleta com bom espaçamento de uma para outra.. As cores não precisam passar das primárias, quanto muito as secundárias para não perder tempo em fazê-las, mais o carmim. Dispô-las na paleta de maneira que fique frente a frente as complementares, e lado a lado as primarias, na seqüência da mais clara (amarela), passando pela intermediaria (vermelha), até à mais escura (azul). De tal maneira que tudo esteja pronto, para não perder tempo. Os pinceis, prefira na maioria mais largos, de numeração maior. Poderão ser chatos ou redondo depende da sua habilidade. Mas se preferir chatos tenha um de tamanho médio redondo. Se preferir redondo tenha um de tamanho médio chato. Deixe próximo dos pinceis uma espátula media que poderá lançar mão o tempo todo para carregar as tintas
Tenha em mente que esse tipo de pintura não admite erros, pois isto é coisa do cérebro e não dos sentidos. Quero dizer: não existe errar nesse tipo de pintura.
As cores devem ser misturadas na tela, não na paleta. A paleta é só suporte da tinta, o suporte das cores é a tela.
A atitude do artista diante ao modelo e sua tela deve ter um transito direto, sem curvas, dos sentidos para o impulso da mão com o pincel ou espátula. Percebeu, marcou a tela, mesmo que não acerte de primeira, depois volte e coloque de novo a tinta, mas sempre rodando todos os pontos do modelo com os olhos, pois são eles que comandam as mãos. Pensar só com as mãos e com os olhos, ou seja, visceral e instintivamente. Proibir o juízo de feio e do bonito. Contemplar só no dia seguinte.
Miguel Angelo Barbosa

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Festa na Praça em Jurucê


Trabalho pintado em praça publica em Jurucê em manifestação contra a construção do presidio pelo Governo do Estado. Evento acontecido há um ano. Ao som das sinfonias no acordeão com a Gilda Montans e Meire Genaro e outras feras da musica, dança e teatro da região. Foi sorteado ao publico ao terminar.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Sonia Albuquerque segue com exposição até 18 de agosto


Mostra individual na livraria Paraler do Ribeirão Shopping de Sonia Albuquerque até dia 18/8 próximos. Vale apena conferir!

Asterix na Espanha


Parece mas não é . Waldomiro Sant' anna de malas prontas para exposição nas Ilhas Canarias na Espanaha em setembro. Foto depois de empacotar, fotografar e catalogar as 40 obras da mostra. Dá trabalho mas vale a pena. Grande abraço, meu amigo! Que voce tenha todo sucesso por lá.

domingo, 2 de agosto de 2009

Imagens vruuuuuummmm


A luz de algum farol tornou-se uma serpente (de luz) na estrada

Imagens vruuuuuummmm molhadas


Concordem comigo: não é mais bonito assim, do que a imagem nítida?
Obs: Ampliem depois de copiar no PC, para ver em tamanho grande.

Imagens vruuuuuummmm



Passando por Dumont ao vir de Pradópolis.
A cidade pacata ficou futurística.
Obs: Fica muito bonita no Desktop. Autorizo quem quiser copiar e colocar. É Free

Imagens vruuuuuummmm


Inauguramos no blog um novo tipo de imagem. As imagens vruuummm, quer dizer, fotos tiradas de coisas em movimento. Aqui no caso um Peugeot passando ao lado do meu carro na estrada, emitiu, não sei como, no espaço a imagem de dois leãozinhos da marca. A marca tem um leão só. Talvez um estivesse passando na frente do outro....quiça...?

Reflexão Kitsch



Imitação couro de onça. Estamos no ápice da moda Kitsch, só não estavamos esperando a invasão nos presentes
(clique em cima da foto para ampliar)